Escola Municipal de Artes: aulas de violão popular seguem com inscrições abertas

Curso oferecido pela Prefeitura de Votuporanga atende alunos com idade entre 10 e 18 anos; matrículas seguem até sexta-feira (9/2)

As inscrições para o curso de violão popular da Escola Municipal de Artes “João Cornachione ‘Oscarito’” foram prorrogadas até sexta-feira (9/2), para crianças e jovens com idade entre 10 e 18 anos.

As aulas são oferecidas gratuitamente pela Prefeitura de Votuporanga, por meio da Secretaria Municipal da Cultura e Turismo, em dois horários: às segundas-feiras, das 14h às 15h; ou aos sábados, das 8h às 9h, na sede da Escola. Não é preciso que o aluno tenha conhecimento musical prévio, nem possua instrumento próprio.

Os interessados em frequentar o curso devem comparecer à secretaria da instituição, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h, na companhia dos pais ou responsáveis legais e preencher a ficha de matrícula disponibilizada no local.

A Escola Municipal de Artes fica localizada na rua São Paulo, n° 3456 (Patrimônio Novo). Para mais informações, o telefone é o (17) 3422-4288.


SERVIÇO:

Inscrições para o curso de violão popular da Escola Municipal de Artes

Data: até sexta-feira (9/2)

Local: Escola Municipal de Artes “João Cornachione ‘Oscarito’” (Rua São Paulo, n° 3456 – Patrimônio Novo)

Horário de atendimento: de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h

Aulas: às segundas-feiras, das 14h às 15h; ou aos sábados, das 8h às 9h

Telefone: (17) 3422-4288

Inscrições gratuitas | Faixa etária: 10 a 18 anos

Anúncios

FOTOS: Centro Cultural recebe programa de Educação Patrimonial

Confira os registros do que aconteceu durante os cursos oferecidos na última terça (24) e quarta-feira (25)

dscn4404
Oficina “Construindo potes com argila”, mediada pela arqueóloga Marianne Sallum (MEA/USP)

O Centro de Informações Culturais e Turísticas “Marão Abdo Alfagali” recebeu na última terça (24/01) e quarta-feira (25/01) uma série de atividades gratuitas que integram de programa de Educação Patrimonial oferecido pela Gestão Arqueológica, empresa de consultoria em patrimônio histórico, sediada na cidade de São José dos Campos (SP).

Na terça-feira, o público pôde participar da oficina “Construindo potes com argila”, coordenada pela arqueóloga Marianne Sallum, do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo (MAE/USP). Durante a atividade os participantes tiveram a oportunidade de não só conhecer um pouco mais a respeito da história da cerâmica, como também experimentar técnicas de modelagem e acordelamento.

Já na quarta-feira, o destaque ficou por conta da palestra “Patrimônio histórico e arqueológico de São Paulo: uma história de longa-duração”, que contou com a participação do professor doutor Gregório Cardoso Tápias Ceccantini, biólogo do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (IB/USP).

Após a palestra, o público ainda participou de uma oficina de pintura rupestres, mediada por Carolina Guedes, arqueóloga do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo (MAE/USP).

Confira as imagens na galeria abaixo:

Este slideshow necessita de JavaScript.