Viagem Literária: encontro com o escritor Ricardo Ramos Filho movimenta Biblioteca Municipal

Bate-papo com o autor infanto-juvenil reuniu público de estudantes e educadores no Centro de Cultura e Turismo

A Biblioteca Municipal “Castro Alves” (BCA), sediada no Centro de Informações Culturais e Turísticas “Marão Abdo Alfagali”, no Parque da Cultura de Votuporanga, recebeu na última segunda-feira (19/6), o módulo infanto-juvenil do programa “Viagem Literária”, realizado pela Secretaria de Estado da Cultura, em parceria com a Prefeitura de Votuporanga, por meio da Secretaria da Cultura e Turismo, e com execução da Associação Paulista de Bibliotecas e Leitura (SP Leituras) e do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo (SisEB).

O evento teve como atração um bate-papo com o escritor Ricardo Ramos Filho. A atividade foi voltada para crianças e adolescentes entre 11 e 14 anos e promoveu um diálogo a respeito de temas relacionados à literatura e à escrita.

O autor compartilhou com a plateia algumas de suas experiências pessoais e profissionais envolvendo a leitura e relembrou o conteúdo e o processo de criação de algumas de suas obras, publicadas por editoras de renome, como Globo, Melhoramentos, Paulus e Positivo.

Educadores e alunos das redes pública e particular de ensino do município participaram do encontro, que reuniu um público de mais de 100 pessoas no espaço da brinquedoteca da Biblioteca Municipal.

Sobre Ricardo Ramos Filho

Ricardo Ramos Filho é escritor e roteirista e tem livros editados no Brasil e no exterior. Entre suas obras, se destacam títulos voltados para crianças e jovens, como: “Vovô é um cometa”; “O gato que cantava de galo”; “João Bolão”; “Sobre o telhado das árvores”; “O livro dentro da concha” e “Se eu não me chamasse Raimundo”.

Graduado em Matemática pela Pontifícia Católica de São Paulo (PUC-SP), Ramos Filho é mestre e doutorando em Letras pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP), pesquisador na área de literatura infantil e juvenil, e cronista do “Escritablog” e da revista “InComunidade”.

É vice-presidente da União Brasileira Escritores (UBE) em São Paulo, ministra cursos e oficinas, e atua como coach literário e produtor cultural em sua própria empresa, a Ricardo Ramos Filho Eventos Literários.

Atualmente, é jurado de importantes prêmios e editais literários, como Prêmio São Paulo de Literatura, Oceanos – Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa, Prêmio Mato Grosso de Literatura e ProAC. Em 2015, foi curador do 1º Prêmio Nelly Novaes Coelho de Literatura Infantil, da UBE.

Sobre a Viagem Literária

O programa “Viagem Literária” foi lançado em 2008 e, desde o início, mesmo tendo assumido diferentes formatos, manteve seu objetivo de promover encontros de escritores, contadores de histórias e outros importantes artistas brasileiros com frequentadores das bibliotecas públicas de municípios paulistas.

Atualmente, o “Viagem Literária” é um dos mais consolidados programas da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, sendo sempre muito bem recebido em todas as cidades.

Para comemorar seus 10 anos de existência, o “Viagem Literária” teve sua abrangência ampliada e se estenderá pelos meses de maio, junho, agosto e setembro de 2017, alcançando um total de 90 municípios.

Entre os anos de 2012 e 2016, o programa realizou 1140 eventos, com 167 escritores e contadores convidados, atendendo a um o público de mais de 129 mil pessoas.

Câmara Setorial de Teatro realiza assembleia geral neste domingo (21/5)

34288025902_efc7d6a3a9_k

Reunião terá início às 16h, na sala de oficinas do Centro de Cultura e Turismo, e discutirá diversos temas, entre eles, atualização cadastral dos artistas cênicos

A Câmara Setorial de Teatro, que integra o Conselho Municipal de Políticas Culturais (CMPC), convoca a comunidade artística e cultural votuporanguense, atuante no segmento das artes cênicas, bem como os cidadãos interessados, para participarem de uma assembleia geral a ser realizada neste domingo (21/5), a partir das 16h, na sala de oficinas do Centro de Informações Culturais e Turísticas “Marão Abdo Alfagali”, no Parque da Cultura.

Entre as pautas a serem discutidas durante a assembleia, estão: a atualização cadastral dos artistas do segmento, criação de comissão para o desenvolvimento do Plano Municipal de Cultura, reivindicações e propostas buscando a viabilidade do exercício da atividade teatral no município e a definição de um calendário para reuniões ordinárias.

Adolescentes atendidas pelo CEADS Fernandópolis participam de visita ao Centro de Cultura e Turismo

20170503_142613

Jovens assistidas pelo Centro Educacional de Apoio, Desenvolvimento Social e Cultural conheceram a sala Cinema Cultural, a Biblioteca e o Museu municipais

Um grupo de 18 adolescentes, com idade entre 15 e 17 anos, atendidas pelo Centro Educacional de Apoio, Desenvolvimento Social e Cultural (CEADS) de Fernandópolis (SP) realizou uma visita monitorada ao Centro de Informações Culturais e Turísticas “Marão Abdo Alfagali”, na tarde da última quarta-feira (3/5).

Durante a atividade, as alunas da instituição assistiram ao documentário “Velha Vereda do Sertão”, sobre a história da Estrada Boiadeira do Taboado, na sala Cinema Cultural, conheceram a Biblioteca Municipal “Castro Alves” e participaram de uma visita ao Museu Municipal “Edward Coruripe Costa”, mediada pelo turismólogo responsável pelo setor de Museus e Patrimônios Históricos de Votuporanga, Evandro Junior Ferreira da Silva.

De acordo com a psicóloga do CEADS, Marcia Daiane dos Santos Dornele, o objetivo das atividades desenvolvidas durante a visita ao Centro de Cultura e Turismo foi o de fomentar a discussão de questões relacionadas à diversidade cultural entre as adolescentes assistidas. “O CEADS trabalha com serviços de convivência e fortalecimento de vínculos. Logo, entre os nossos temas, está a diversidade cultural, que é um tópico que envolve desde o respeito mútuo até o convívio em grupo. Trazer as meninas para um espaço como este, repleto de opções de lazer e cultura, ajuda na internalização desse conteúdo”, comenta Marcia.

Já a assistente social do CEADS, Rosiane Bonifácio, elogiou a estrutura e a programação do Centro de Cultura e Turismo. “Achamos muito importante trazer nossas alunas para este espaço. É um ambiente muito seguro, aconchegante, e que realmente trata a diversidade cultural com bastante ênfase e seriedade”, ressaltou.

APAE Votuporanga comemora Mês do Livro Infantil na Biblioteca Municipal “Castro Alves”

34169881211_3eab6d28ac_b

Alunos da entidade participaram de atividade funcional, com contação de histórias baseadas na obra de Monteiro Lobato

Um grupo de 53 alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Votuporanga participou de uma atividade em comemoração ao Mês do Livro Infantil, na manhã da última quarta-feira (26/4), na Biblioteca Municipal “Castro Alves” (BCA), sediada no Centro de Informações Culturais e Turísticas “Marão Abdo Alfagali”, no Parque da Cultura de Votuporanga.

A atividade contemplou uma contação de histórias, que incluiu a encenação de um episódio do “Sítio do Picapau Amarelo”, famosa série de literatura infanto-juvenil brasileira, escrita por Monteiro Lobato. O autor é tradicionalmente homenageado no dia 18 de abril, data de seu nascimento e que, desde 2002, figura no calendário oficial do país como Dia Nacional do Livro Infantil.

De acordo com a coordenadora pedagógica da APAE Votuporanga, Sônia Catarina Amâncio, ações como esta “contribuem não só para um aumento do conhecimento e do vocabulário dos alunos, como também proporcionam vivências que os colocam em contato direto com a cultura e a literatura brasileiras”. “Nós, da APAE, temos realizado esse trabalho anualmente e percebemos que essa é uma atividade funcional. Os alunos saem das dependências da escola e se veem incluídos no meio social por meio de uma atividade lúdica e que estimula o desenvolvimento mental e pessoal de cada um”, conclui.

Para a bibliotecária Thayane Cobacho de Oliveira, da Biblioteca Municipal “Castro Alves”, este tipo de iniciativa “é de suma importância para promover a inclusão social no espaço da biblioteca”. “A Biblioteca Municipal é um espaço de todos e para todos, independentemente de qualquer limitação física ou mental. Nosso acervo conta com livros acessíveis e em diversos formatos para que todos possam se utilizar deste local da melhor maneira possível”, ressalta.

Votuporanga recebe seminário ‘Olhares da Gestão Cultural’ na próxima terça-feira (11/4)

Capa Facebook

Evento acontece no Centro de Cultura e Turismo, das 8h às 18h, com inscrições gratuitas e limitadas

Na próxima terça-feira (11/4), a partir das 8h, a sala Cinema Cultural do Centro de Informações Culturais e Turísticas “Marão Abdo Alfagali” sediará o seminário “Olhares da Gestão Cultural”, realizado pelo programa Oficinas Culturais da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, administrado pelo Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura (Poiesis), com correalização da Prefeitura de Votuporanga, por meio da Secretaria Municipal da Cultura e Turismo, e parceria da escola de gestão e produtora de conteúdo Cultura e Mercado.

O seminário promove uma série de diálogos com pensadores, gestores e pesquisadores ligados ao universo da Cultura e tem como objetivo o aprofundamento de discussões sobre as questões que envolvem articulação e gestão cultural, propiciando o compartilhamento de experiências bem-sucedidas.

Criado em 2013, o evento já circulou por cidades como Limeira, Lins, Marília, Mogi das Cruzes, São Carlos, São José do Rio Preto, Sorocaba e São José dos Campos. Em Votuporanga, o foco do seminário será elaboração de projetos culturais, comunicação e captação de recursos, tendo como público-alvo dirigentes culturais, produtores, artistas, professores, pesquisadores e captadores.

Participarão da programação: a museóloga Daniele Torres, diretora do Instituto AES e sócia das empresas Companhia da Cultura e Cultura e Mercado; e a consultora Nara Almeida, membro do conselho consultivo do Allied Minds, integrante do grupo “Mulheres do Brasil”, fundadora e responsável pelo Lab de Narrativas de Gêneros e eleita uma das 10 melhores jornalistas de Comunicação, Propaganda e Marketing, pela votação popular do Prêmio Comunique-se 2015.

Foram disponibilizadas 60 vagas para o público, que serão preenchidas por ordem de inscrição. As inscrições estão abertas e devem ser feitas pela internet, gratuitamente, por meio deste link.

Sobre o Programa Oficinas Culturais

Oficinas Culturais é um programa da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo que, desde 1986, promove formação e vivência à população no campo da cultura. O Programa é administrado pelo Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura (Poiesis).

Hoje, além de quatro unidades localizadas na capital, o Programa dialoga com o interior por meio de dois festivais (música instrumental e literatura), seminários de gestão cultural, ciclos de cultura tradicional e contemporaneidade, qualificação artística de grupos de teatro e dança, e ações dedicadas à pesquisa e experimentação nas diversas linguagens artísticas bem como à formação de novos públicos.

Confira abaixo a programação completa do seminário:

8h: Credenciamento e café da manhã regional

8h45: Abertura

9h: “Planejamento e elaboração de projetos”, palestra de Daniele Torres

11h15: Cases e conversa com o público

12h: Almoço

13h30: “Comunicação: fundamentos de marketing para projetos culturais”, palestra de Nara Almeida

15h30: “Captação de recursos: estratégias, abordagem, negociação e apresentação”, palestra de Daniele Torres

17h30: Conversa com o público


SERVIÇO:

Seminário “Olhares da Gestão Cultural”

Data: 11/4 (terça-feira)

Local: Sala Cinema Cultural – Centro de Informações Culturais e Turísticas “Marão Abdo Alfagali” (Avenida Francisco Ramalho de Mendonça, Nº 3112 – Parque da Cultura de Votuporanga – Jardim Alvorada)

Horário: das 8h às 18h

Vagas: 60 | Inscrições: gratuitas, por meio deste link.

Realização: Programa Oficinas Culturais e Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura (Poiesis), com correalização da Prefeitura de Votuporanga, por meio da Secretaria Municipal da Cultura e Turismo, e parceria da Cultura e Mercado