Adolescentes atendidas pelo CEADS Fernandópolis participam de visita ao Centro de Cultura e Turismo

20170503_142613

Jovens assistidas pelo Centro Educacional de Apoio, Desenvolvimento Social e Cultural conheceram a sala Cinema Cultural, a Biblioteca e o Museu municipais

Um grupo de 18 adolescentes, com idade entre 15 e 17 anos, atendidas pelo Centro Educacional de Apoio, Desenvolvimento Social e Cultural (CEADS) de Fernandópolis (SP) realizou uma visita monitorada ao Centro de Informações Culturais e Turísticas “Marão Abdo Alfagali”, na tarde da última quarta-feira (3/5).

Durante a atividade, as alunas da instituição assistiram ao documentário “Velha Vereda do Sertão”, sobre a história da Estrada Boiadeira do Taboado, na sala Cinema Cultural, conheceram a Biblioteca Municipal “Castro Alves” e participaram de uma visita ao Museu Municipal “Edward Coruripe Costa”, mediada pelo turismólogo responsável pelo setor de Museus e Patrimônios Históricos de Votuporanga, Evandro Junior Ferreira da Silva.

De acordo com a psicóloga do CEADS, Marcia Daiane dos Santos Dornele, o objetivo das atividades desenvolvidas durante a visita ao Centro de Cultura e Turismo foi o de fomentar a discussão de questões relacionadas à diversidade cultural entre as adolescentes assistidas. “O CEADS trabalha com serviços de convivência e fortalecimento de vínculos. Logo, entre os nossos temas, está a diversidade cultural, que é um tópico que envolve desde o respeito mútuo até o convívio em grupo. Trazer as meninas para um espaço como este, repleto de opções de lazer e cultura, ajuda na internalização desse conteúdo”, comenta Marcia.

Já a assistente social do CEADS, Rosiane Bonifácio, elogiou a estrutura e a programação do Centro de Cultura e Turismo. “Achamos muito importante trazer nossas alunas para este espaço. É um ambiente muito seguro, aconchegante, e que realmente trata a diversidade cultural com bastante ênfase e seriedade”, ressaltou.

Anúncios

Assistidos do IDAV participam de visita ao Centro de Cultura e Turismo

34194107341_0e224579d2_b

Grupo de pessoas com deficiências audiovisuais teve oportunidade de conhecer as dependências do Museu e da Biblioteca Municipais

Um grupo de cerca de 15 assistidos do Instituto do Deficiente Audiovisual de Votuporanga (IDAV) participou de uma visita ao Centro de Informações Culturais e Turísticas “Marão Abdo Alfagali”, no Parque da Cultura de Votuporanga, na manhã da última quinta-feira (27/4).

Os assistidos puderam entrar em contato com o acervo do Museu Municipal “Edward Coruripe Costa”, além de visitar as dependências da Biblioteca Municipal “Castro Alves” (BCA) e da sala Cinema Cultural.

A atividade contou com a participação e mediação do coordenador de Tecnologia de Informação do Instituto Federal São Paulo (IFSP) – Campus Votuporanga, Carlos Eduardo Alves da Silva, responsável pelo projeto de extensão “Arte dos Origamis”, que, em parceria com o IDAV, oferece aos assistidos oficinas de dobraduras, visando o desenvolvimento de habilidades manuais e de concentração.

Durante a visita à Biblioteca Municipal, o grupo pôde consultar parte dos itens em formatos acessíveis disponibilizados pela instituição, incluindo livros em Braile, audiolivros e títulos na versão “Leitura Fácil”, que adapta obras literárias de forma que estas possam ser lidas e compreendidas independentemente das capacidades linguísticas ou cognitivas do leitor.

De acordo com a bibliotecária Thayane Cobacho de Oliveira, a visita do IDAV pôde comprovar que Biblioteca Municipal “Castro Alves” conta com todos os recursos de acessibilidade necessários para o público com deficiências audiovisuais. “Nosso espaço é totalmente sinalizado e conta com elementos como piso tátil e elevador, proporcionando aos visitantes total independência durante a circulação pelo prédio, não importando quais forem as suas limitações”, afirmou.

“É importante que o público deficiente utilize esse ambiente, já que uma biblioteca pode contribuir não só para o desenvolvimento físico e intelectual do indivíduo, mas também para a promoção de ações de inclusão social”, conclui Thayane.

APAE Votuporanga comemora Mês do Livro Infantil na Biblioteca Municipal “Castro Alves”

34169881211_3eab6d28ac_b

Alunos da entidade participaram de atividade funcional, com contação de histórias baseadas na obra de Monteiro Lobato

Um grupo de 53 alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Votuporanga participou de uma atividade em comemoração ao Mês do Livro Infantil, na manhã da última quarta-feira (26/4), na Biblioteca Municipal “Castro Alves” (BCA), sediada no Centro de Informações Culturais e Turísticas “Marão Abdo Alfagali”, no Parque da Cultura de Votuporanga.

A atividade contemplou uma contação de histórias, que incluiu a encenação de um episódio do “Sítio do Picapau Amarelo”, famosa série de literatura infanto-juvenil brasileira, escrita por Monteiro Lobato. O autor é tradicionalmente homenageado no dia 18 de abril, data de seu nascimento e que, desde 2002, figura no calendário oficial do país como Dia Nacional do Livro Infantil.

De acordo com a coordenadora pedagógica da APAE Votuporanga, Sônia Catarina Amâncio, ações como esta “contribuem não só para um aumento do conhecimento e do vocabulário dos alunos, como também proporcionam vivências que os colocam em contato direto com a cultura e a literatura brasileiras”. “Nós, da APAE, temos realizado esse trabalho anualmente e percebemos que essa é uma atividade funcional. Os alunos saem das dependências da escola e se veem incluídos no meio social por meio de uma atividade lúdica e que estimula o desenvolvimento mental e pessoal de cada um”, conclui.

Para a bibliotecária Thayane Cobacho de Oliveira, da Biblioteca Municipal “Castro Alves”, este tipo de iniciativa “é de suma importância para promover a inclusão social no espaço da biblioteca”. “A Biblioteca Municipal é um espaço de todos e para todos, independentemente de qualquer limitação física ou mental. Nosso acervo conta com livros acessíveis e em diversos formatos para que todos possam se utilizar deste local da melhor maneira possível”, ressalta.

Biblioteca Municipal é selecionada para receber a 10ª edição do “Viagem Literária”

HENRIQUE-ATHAYDE-2

Primeira atividade do programa acontece no dia 22/5, com apresentações do contador de histórias Henrique Athayde

Pelo terceiro ano consecutivo, Votuporanga foi selecionada para integrar a lista de cidades participantes do programa “Viagem Literária”, realizado pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, com execução da Associação Paulista de Bibliotecas e Leitura (SP Leituras) e do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo (SisEB).

Neste ano, o “Viagem Literária” chega à sua 10ª edição com um novo formato, dividido em cinco módulos: “Inicial”; “Contação de Histórias”; “Infantojuvenil”; “Adulto” e “Escrita Criativa”.

O “Módulo Inicial” foi realizado na última segunda-feira (10/4), nas dependências da Biblioteca de São Paulo (BSP), na capital do Estado, com uma reunião de representantes dos munícipios selecionados, na qual foram apresentadas as ações que serão empreendidas ao longo da execução do programa.

Já o módulo “Contação de Histórias” será a primeira atividade do “Viagem Literária” a ser executada em Votuporanga no ano de 2017. Serão realizadas duas sessões de contação de histórias, na Biblioteca Municipal “Castro Alves” (BCA), localizada no Centro de Informações Culturais e Turísticas “Marão Abdo Alfagali”. O evento será comandado pelo contador Henrique Athayde, que traz à biblioteca a apresentação “Sarô?! Histórias para ninguém ficar doente”, no dia 22 de maio, às 9h e às 14h.

Os módulos “Infantojuvenil” e “Adulto” serão desenvolvidos, respectivamente, nos meses de junho e agosto, com bate-papos com escritores.

A novidade fica por conta do “Módulo de Escrita Criativa”, que contará com oficinas ministradas por bibliotecários, profissionais de bibliotecas e educadores locais, que receberão material de apoio e orientação técnica em capacitações presenciais e virtuais, ministradas pela escritora e doutora em Literatura Brasileira, Noemi Jaffe. A ideia é que todos os municípios estejam preparados para implantar essa ação a partir do mês de setembro, na intenção de transferir uma metodologia prática a ser incorporada à programação regular das bibliotecas participantes.

Sobre o programa “Viagem Literária”

O programa “Viagem Literária” foi lançado em 2008 e, desde o início, mesmo tendo assumido diferentes formatos, manteve seu objetivo de promover encontros de escritores, contadores de histórias e outros importantes artistas brasileiros com frequentadores das bibliotecas públicas de municípios paulistas.

Atualmente, o “Viagem Literária” é um dos mais consolidados programas da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, sendo sempre muito bem recebido em todas as cidades.

Para comemorar seus 10 anos de existência, o “Viagem Literária” teve sua abrangência ampliada e se estenderá pelos meses de maio, junho, agosto e setembro de 2017, alcançando um total de 90 municípios.

Entre os anos de 2012 e 2016, o programa realizou 1140 eventos, com 167 escritores e contadores convidados, atendendo a um o público de mais de 129 mil pessoas.